SEGURANÇA PARA INDÚSTRIAS E DEPÓSITOS

Com a crescente onda de crimes e assaltos, indústrias e depósitos se tornaram um dos principais alvos de criminosos. E, além da segurança contra bandidos, esses empreendimentos devem se preocupar com toda a estrutura do seu complexo, evitando riscos que ameacem a vida dos funcionários. Veja, no post de hoje, como investir em materiais de segurança para indústrias e depósitos!

O que é segurança industrial?
Segurança industrial é o conjunto de medidas de segurança e de prevenção de acidentes usadas no setor para proteger a saúde e a integridade física dos trabalhadores. Várias leis determinam a obrigatoriedade de normas de segurança no trabalho — o que diminui as chances de acidentes e oferece alternativas eficazes para agir apropriadamente em casos de emergência. Além disto, há a segurança para o patrimônio das empresas que precisa ser protegido para que a organização não precise arcar com prejuízos materiais nem de produção.

Qual é a necessidade de investir em segurança?
Muitos preferem não investir em equipamentos de segurança por acreditar que com isso economizarão dinheiro. Esse pensamento, entretanto, é um grande engano. Uma indústria desprotegida pode sofrer com prejuízos que jamais serão compensados, afinal, a vida de um funcionário é um preço que não se pode pagar. Além disso, certos acidentes podem comprometer setores e materiais importantes do empreendimento. Portanto, o melhor é se prevenir e encarar os custos com sistemas de segurança como um bom investimento.

Como garantir a segurança para indústrias e depósitos?
Instale sensores para ocorrências perigosas
Sensores de temperatura, de gás carbônico (CO2) e de nível de água podem ser aplicados em empresas dependendo de suas necessidades. Os sensores monitoram os equipamentos industriais e o alarme é disparado quando o sistema detecta o risco de acidentes.

Por exemplo: se o sistema de câmeras que monitora uma área de caldeiras estiver com defeito, ele pode ser substituído por sensores — que disparam o alarme em caso de perigo. Estes dados vindos dos processos podem ser monitorados por empresas de monitoramento eletrônico de alarme, apontando anormalidades e avisando aos responsáveis ou desativando equipamentos.

Invista em alarmes monitorados contra assaltos
A função dos alarmes contra assaltos é emitir sinais silenciosos de emergência, avisando à central de monitoramento sobre ações suspeitas no local. Já a sirene é acionada para intimidar os assaltantes e a polícia é acionada.

O botão de pânico funciona da mesma forma, mas não dispõe de sirene. Ao todo, o alarme é composto por 5 itens:

Painel de alarme;
Sirene;
Sensores;
Botão de pânico;
Bateria reserva (caso falte energia elétrica).
Esses alarmes inibem nada menos que 94% das tentativas de roubo.

Adote um sistema de incêndio monitorado
Esses sistemas são determinados por uma norma, devem funcionar 24 horas e dispor de agilidade na prestação de socorro assim que qualquer sensor efetuar um disparo. Acidentes com incêndio ainda são muito comuns em depósitos e indústrias e o ideal é contar com um sistema desenvolvido. Os detectores de fumaça também são equipamentos muito úteis.

Adquira sensores de teto
Os sensores de teto são dispositivos eficientes que permitem cobrir um espaço maior, evitando a existência daquelas áreas que não são monitoradas por qualquer dispositivo de segurança. Eles são ideais para grandes depósitos, como galpões.

Aposte no monitoramento por imagem
O monitoramento por imagem 24 horas é um serviço de gravação de imagens do local, com transmissão de dados via internet. No caso de qualquer problema, um sinal é enviado à central de monitoramento 24 horas, que tomará as medidas necessárias. Esse sistema pode fiscalizar, por exemplo, todo o maquinário da indústria.

Agora que você já sabe como garantir a segurança para indústrias e depósitos, conte para nós: como você protegerá sua empresa e seus funcionários? Deixe um comentário! Aproveite para acessar nosso site e conhecer outras soluções de segurança.